logo_aster_maquinas_site
Com internet, a vida no campo é outra
Com internet, a vida no campo é outra

Instalando torres de internet na área rural, a Áster Máquinas começa a mudar o cotidiano de quem vive, produz e estuda no campo em MT e MS

Os produtores rurais de Mato Grosso desbravaram o estado a partir da década de 1980. De lá para cá, a agricultura tornou-se o carro-chefe da economia do estado, evoluindo safra após safra. Porém, apesar das melhorias agronômicas, de tecnologia e inovação, o agro esbarrava na ausência de conectividade.

Huelinton Zecchin, gerente da fazenda Santa Juliana, em Campo Novo do Parecis, lembra com facilidade das dificuldades para começar os negócios na região. “O pessoal vinha do Paraná para trabalhar aqui e nunca conseguia se comunicar. Conseguir peças era difícil. Se quebrasse uma máquina, você ficava dois ou três dias parado até chegar a peça”, lembra.

Na propriedade do Grupo Morena, também de Campo Novo, a história é a mesma: havia muita dificuldade de sinal até mesmo de telefone celular para se comunicar com a sede. “Se acontecia de dar algum erro (na máquina), tinha que mandar mensagem para o escritório da sede para eles nos passarem informação no campo”, conta Eleir Martins, gestor agrícola da empresa.

Esse cenário começa a mudar agora, com o projeto ConectÁster, da Áster Máquinas em parceira com a Sol Internet of People, que está implantando 75 torres de internet em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. É o maior investimento da história da empresa, que atua como concessionário John Deere nos dois estados.

De acordo com o gerente de Agricultura de Precisão da Áster, Paulo Roberto Vicente, nesta primeira fase dez torres foram instaladas. Quatro localizadas em Campo Novo do Parecis, cinco em Brasnorte, uma em Nova Maringá e uma em Diamantino, ainda em andamento.

“A cobertura de sinal de cada torre 3G é de 40 mil hectares e de 4G é de 25 mil hectares. Assim que os licenciamentos ambientais forem sendo concluídos, a implementação das demais torres ocorrerá. Em nosso cronograma, o projeto será finalizado até janeiro de 2024”, conta.

Zecchin hoje comemora a conectividade em toda a fazenda e na região. “No meio da roça, agora, já dá para acessar a internet, ligar para um vendedor, discutir sobre a peça. Estamos aqui na sede e as máquinas estão lá na lavoura, mas a gente acessa tudo, sabe a quantos quilômetros por hora o operador está trabalhando, acessa o monitor da máquina… É muito bacana perceber toda essa conexão e isso nos ajudou demais”, ressalta.

O produtor rural Cirineu Aguiar, proprietário do Grupo Aguiar, foi um dos que abriu as portas de sua propriedade para a instalação das torres. Agora, com a ajuda da internet, ele tem tido mais facilidade para gerenciar a propriedade. “A gente consegue acompanhar a máquina pelo celular, vendo como está a produtividade ou se tem algum problema. Tudo ficou mais fácil no campo”, atesta.

Para Eleir, do Grupo Morena, entre as facilidades de se ter dados em tempo real, as principais são prever perdas na colheita e a possibilidade de resolver questões técnicas do meio da lavoura, sem precisar voltar para a sede da propriedade. Sem contar a melhoria na qualidade de vida dos colaboradores.

“Agora, temos internet em todos os locais da fazenda, e é muito mais tranquilo. Os colaboradores vêm para cá, ficam longe da família e muito tempo sem voltar para casa. Mas, com essa comunicação, dá pra saber como estão as coisas com os parentes, e todos ficam mais confortáveis para trabalhar aqui”, afirma.

Educação. As melhorias, no entanto, não estão restritas às fazendas. A internet trazida pelas torres do projeto ConectÁster está melhorando a vida dos estudantes da Escola Estadual Marechal Cândido Rondon, que fica na zona rural de Campo Novo do Parecis.

“Para muitos alunos, foi o primeiro contato com a tecnologia, com os aplicativos que usamos na escola. Mostramos o ambiente virtual onde se fazem os trabalhos, as provas. Até então, muitos vinham das fazendas para a escola para fazer trabalho de pesquisa, porque não tinham celular, nem computador, nem internet para estudar”, conta a professora Renata Gehlen.

Investimentos. Com a implantação das torres e maior conectividade para os produtores rurais dos dois estados, a Áster Máquinas investiu em soluções ainda mais dinâmicas para seus clientes. Entre os programas novos, estão Áster Data (plataforma de inteligência de dados), Áster Store (e-commerce), Áster Assist (óculos de realidade aumentada para atendimentos técnicos a campo) e Ásterland (plataforma de realidade virtual da empresa).

Levantamento da empresa mostra que mais de 700 mil famílias serão beneficiadas com o ConectÁster, impactando positivamente mais de 2,8 milhões de pessoas dos dois estados atendidos pela Áster.

A empresa. Fundada em Campo Novo do Parecis (MT) em 1997, a Áster soma 26 anos de atuação e opera como concessionário John Deere. Sua atuação totaliza 11 unidades em MT e MS. Além da venda de maquinários, a empresa presta serviços técnicos a produtores rurais, comercializa peças e oferta soluções de agricultura de precisão.

Anterior

A qualidade na agropecuária -
mais que um diferencial!

Próximo

Solo saudável produz mais
alimentos e traz benefícios ao
meio ambiente

Anterior

A qualidade na agropecuária -
mais que um diferencial!

Próximo

Solo saudável produz mais
alimentos e traz benefícios ao
meio ambiente

Anterior

A qualidade na agropecuária -
mais que um diferencial!

Próximo

Solo saudável produz mais
alimentos e traz benefícios ao
meio ambiente

Anterior

A qualidade na agropecuária -
mais que um diferencial!

Próximo

Solo saudável produz mais
alimentos e traz benefícios ao
meio ambiente

Anterior

A qualidade na agropecuária -
mais que um diferencial!

Próximo

Solo saudável produz mais
alimentos e traz benefícios ao
meio ambiente

Anterior

A qualidade na agropecuária -
mais que um diferencial!

Próximo

Solo saudável produz mais
alimentos e traz benefícios ao
meio ambiente

Deixe um comentário

Eventos

ÁSTER PRESENTE NA 15ª EDIÇÃO DA PARECIS SUPERAGRO
ÁSTER PRESENTE NA 15ª EDIÇÃO DA PARECIS SUPERAGRO

Ação Social

Juntos por elas: Juntos por elas: Áster Máquinas recebe homenagem do MPMT
Juntos por elas: Juntos por elas: Áster Máquinas recebe homenagem do MPMT

Administração

John Deere anuncia investimento de R$ 700 milhões na fábrica de Catalão (GO)
John Deere anuncia investimento de R$ 700 milhões na fábrica de Catalão (GO)

Quer receber mais novidades sobre a Áster Máquinas?
Deixe seu e-mail.